Previous slide
Next slide

Formiga de jardim

Possuem o corpo negro. Vivem no solo, geralmente por baixo das rochas ou lajes, e a pouco e pouco podem penetrar debaixo das habitações, especialmente se estas tiverem sido edificadas directamente sobre o solo.
As formigas frequentemente constróem ninhos nas capas de isolamento e daí introduzem-se no interior da casa através das brechas que se apresentam inevitavelmente no betão. As formigas de jardim podem também introduzir-se na madeira desmoronada (podem construir os seus formigueiros na madeira húmida da casa, roendo somente o interior da madeira que esteve submetido à humidade e foi decomposta por fungos e possivelmente por ataques de larvas de escaravelhos).
Estas formigas alimentam-se de uma segregação doce e pegajosa produzida pelos pulgões (insecto hemíptero), assim quando entram nas casas são atraídas por substâncias doces e logo que uma encontre algo doce, aparecerá um grupo delas, sendo que a que encontra o alimento comunica às outras dando-lhes pequenas pancadas com as antenas e dando-lhes a provar um pouco do que encontraram.

Formiga faraó

Possui o corpo castanho amarelado e a cabeça escura. Estas formigas são uma praga importante em casas, hotéis, restaurantes, hospitais, asilos, lojas de cacau, etc.
O seu tamanho pequeno permite-lhes introduzirem-se em qualquer lugar, o que combinado com a sua ampla gama de preferência alimentar faz com que estas formigas sejam difíceis de erradicar das construções. As formigas faraó fazem o ninho em estruturas porosas de lugares quentes, junto a fornos e tubos de água quente, onde encontram condições húmidas e fontes de água.
Nos climas mais quentes encontram-se com frequência a procurar alimento no exterior das construções, em áreas abertas adjacentes. Isto sucede especialmente nas áreas onde a humidade é comum ou existem outras fontes de humidade como sistemas de rega ou unidades de evaporação fria (por exemplo nos tectos).
Alimentam-se de uma grande variedade de substâncias, tais como fruta, mel, gelatina, pastéis, gorduras, insectos mortos, carnes e sangue.

Formiga argentina

São de cor café. Os ninhos encontram-se geralmente na terra húmida junto ou debaixo dos edifícios, ao longo dos passeios ou debaixo de tábuas e plantas e junto a uma boa fonte de água e comida. A formiga argentina prefere os alimentos doces, principalmente açucares, xaropes, sumos de fruta,  segregações de plantas, etc. As obreiras procuram alimento por caminhos regulares que se estendem desde o ninho e se ramificam.
Estas formigas podem entrar nas habitações sobretudo quando as condições no exterior são muito húmidas ou secas. Estão bem adaptadas aos ambientes urbanos e suburbanos, podendo persistir onde outras espécies não podem proliferar.

BIOMETRIA

  • (1) Lasius niger: Tamanho de 3 a 5 mm. Cor preta
  • (2) Monomorium pharaocnis: Tamanho de 2 a 2,5 mm. Cor clara
  • (3) Humile Linepithema: Tamanho de 2 a -3 mm. Cor mais escuro que o monômario faraônico.